quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Se Houvessem Flores

Visualizações:


Se houverem flores no meu jardim
haverão cores em nossos amanhãs
e nas pétalas inóspitas do desconhecido
um fragmento da verdade imaculada.

Se houverem vestígios de mim
foi porque deixei meus versos
tão vazios que são incompreensíveis
àqueles que não sabem ler.

Todas as coisas boas passaram
e espero por dias melhores;
são coágulos que me transpassaram
ocultados nos pormenores.

Se houverem mágoas
perdoarei;
pois lavrei a alma na poesia
e no verso insalubre naveguei.

Se houver algo mais
grite-me audível
pois, já estou adormecendo
e nas escalas da vida não me surpreendo;

mas, se forem demais minhas palavras
abandone-me, esqueça-me;
pois sou só isso que vislumbra
e se for depois agora é meu nunca.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

2 comentários:

  1. Olá Jonas! Passando para apreciar este teu belo e profundo poema e, especialmente, para te desejar um excelente Natal e um magnífico 2014, repleto de muito amor, paz, saúde, felicidades e realizações, extensivo a todos os teus familiares.

    Abraços e fiques com Deus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado Furtado, bom natal e um ótimo 2014 pra você também!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...