terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Quimera Portentosa

Visualizações:


És tu minha quimera aos pesadelos
de perder-me em ti ó escaravelho,
de perder-me entre facínoras escandinavos
pelas noites obsidiadas por demônios.

És tu ó estrela perniciosa das volúpias
que deflagra minhas intuições matinais,
escorpião de veneno apetecível, beija-me;
eleva-me ao Nirvana flamejante do sol.

Ó portentosa flor dos meus pecados
que dilacera minha ínfimas degradações
livrai-me de toda essa aspereza inócua
que enleva-me aos satíricos das ilusões.

És tu ó verdejante dos campos e capinzais
que escamoteia meus ávidos sentidos;
abraça-me e afoga-me em tua seiva;
desembainhe teu punhal e mate-me.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...