domingo, 1 de dezembro de 2013

Nada é Vazio

Visualizações:


Sinto a poesia no caule da flor
pois, entre eu e ela não há vazio
e sim, uma interação de energia;
partículas nossas em modificação.

Sinto a poesia no voo do pássaro
pois, entre eu e ele não há vazio
e sim, um entrelaçamento real;
invisíveis verdades compreendidas.

Sinto a poesia no brilho da estrela
pois, entre eu e ela não há vazio
e sim, uma ligação cósmica;
luzes que brilham suas intenções.

Sinto a poesia velada em mistérios
pois, entrelinhas há uma inter-relação
que é o que move a roda do destino;
que é o que se desvela em revelação.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...