quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Às Rosas

Visualizações:


Meus versos as rosas
cheias de espinhos
e tão solitárias, nuas;
pétalas esquálidas

em um jardim algoz
e o pensamento atroz,
beijo de beija-flor
e a rosa tem seu amor

de caule extasiado
que floresce ao seu lado
com cores matutinas;
e as rosas são meninas

que ferem quem as toca
de uma beleza rara
mas seus espinhos falam
para manter distância

pois inda é sua infância
mas, tão logo desfolhada
já não será notada
e caminhará a esmo

sozinha a madrugada.
Somente um verso as rosas
que hoje estão garbosas
esperando a luz da poesia.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...