domingo, 17 de novembro de 2013

Desconcertos Cotidianos

Visualizações:


Seres prolixos vivendo o amor funesto
e o verdadeiro foi deixado pra depois,
seres carnívoros devorando o insucesso
e o que era digno já morreu ou inda não foi.

Sementes jovens a brotar a decadência
em terra infértil germinando incoerências,
semente anêmica a brotar insanidade
em terra morta germinando a inverdade.

Dores do parto e a criança vai ao lixo
mães descartáveis sem viver seu compromisso,
dores do câncer a corroer a humanidade
tumores languidos a devorar a sanidade.

Seres complexos vivendo guerras naturais
em seus convexos pensamentos animais,
seres ditosos vivendo como irracionais
em seus conventos aonde não existe a paz.

Meus pesadelos carcomidos de desejos
em uma noite tão eterna quanto a vida,
minha poesia então narrando o desconcerto
de uma terra já tão doente e desnutrida.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...