sábado, 12 de outubro de 2013

Poesia a Esmo

Visualizações:


Era quase madrugada
e a estrela ensolarada
era um olhar de criança
inocente em plena dança
que entrecortava idades
e tudo isso é bem verdade
foi uma alucinação
da penumbra que chegava
no olhar da doce fada
e a quimera e o pesadelo
foram astúcias do desvelo
enfadado à ruptura
da verdade que era pura
e hoje é plena estupidez
e as crianças são vocês
pois meu corpo envelhecido
já é algo entristecido
e na vida se esvaiu
só restou a poesia
demarcando a sinfonia
dessa música serena
onde o sorriso desvenda
uma nova erupção
desse dito coração
atravancado em seu silêncio.


Jonas R. Sanches 
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...