terça-feira, 22 de outubro de 2013

Do Reino de Si Mesmo

Visualizações:


O rei em nós e a solidão
dispersa-se no próprio eu
e aí distrai sua melancolia
e aí descobre-se a nostalgia.

O rei no olhar em si no espelho
e a análise do próprio ser
e aí distrai seu eufemismo
e aí descobre-se o despertar.

O rei dos reis e a poesia
e a descrição do seu momento
e aí a verdade é o lamento
e aí descobre-se os próprios erros.

O rei de si e a liberdade
e a prisão já é o passado
e aí distrai-se tal qual viver
e aí descobre que já não há limites.

Reis e reinos e seus reinados
determinantes em seus legados;
pois cada um é o rei de si
reinante em alma e coração.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...