domingo, 6 de outubro de 2013

Cantiga às Flores

Visualizações:


Amanhecem cinzas e orvalhadas
escondendo a voz desorvalhada
que ressoa anis no bico do colibri
e sorri feliz a margarida

que revida e da vida a açucena
que floresce como emblema
de uma primavera plena
de cores, Ayahuasca ou Heliotrópio;

transmutando a pupila em telescópio
que faz ver almas na natureza
que faz senti o olor dessa pureza
de um momento meditativo

vislumbre anímico de um narciso
tão suicida no espelho d’água
e além do além pétalas de dálias
pra enfeitar de escamas peixe-flor

e fazer poesia d’alguma flor
e oferecer a tumba de um amor
que já repousa aos cravos e crisântemos
ou renasce augusta lótus pelos pântanos.


Jonas R. Sanches
Imagem: Robert Buelteman

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...