segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Versos Pelas Frestas da Solidão

Visualizações:


Me escondo as frestas da solidão
e já não me vejo pelos espelhos
é só um vazio titubeante
que incomoda meus devaneios

livres;
e já não sou mais outra sensatez
apenas um brilho já apagado
no fim da noite

e no peito remoem as dores
então eu corro louco pelo nada
sou um cachorro louco à madrugada
e do destino a flor à meia-luz

entregue;
me escondo as frestas da solidão
e já não sou da lua o mais sincero
somente um grito desse desespero

mas do que resta eu não mais espero.
Me escondo do espelho e adormeço só
já não vale a pena tanto sofrimento
somente vale o verso dessa estupidez.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...