segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Tempos Plenos de Versos

Visualizações:


Plenos tempos vividos dispersos
recordados entre o beijo e a poesia
retratados translúcidos em versos
que trafegam entre a noite e o dia.

Plenos ventos ventados sozinhos
pelas frestas do tempo e do espaço
carregando olores doces de vinhos
que derramou-se dos olhos de Baco.

Plenos vales cobertos de flores
tão exóticas que afagam memórias
e disfarçam nos caules suas dores
que se fazem reais mais que as glórias.

Plenitudes versadas e aladas
revivendo sorrisos melindrosos
ou os choros pelas madrugadas
já passadas por louros trevosos.

Plenos versos vividos dispersos
reluzindo em vitrais de poesias
deduzidas por seres incertos;
tão incertos que ao certo é mestria.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...