quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Apenas Alguns Versos Frientos

Visualizações:


Somente o frio embrutecido
rangendo o algoz do meu destino
que se perdeu entre as batalhas,
entre arvoredos que farfalham.

Somente a noite congelada
adentrando salões de sentimentos
já esvaídos de contentos,
apenas observando seus próprios eus.

Somente um verso enegrecido
perante as trevas d’algum momento
d’onde inspirou ressentimentos
e dores horrendas sem nenhum motivo.

Somente o frio leve insensato
rasgando a tez já castigada
plena nudez da madrugada,
libertação do embrionato.

Somente eu em mim sozinho
e algumas recordações cristalizadas
num devaneio entrecortado
pelo feroz punhal regente.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...