segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Voar na Poesia

Visualizações:


Com asas diamantinas
e penas de purpurina
eu sobrevoo sonhos
eu voo pelo céu da poesia;

seja noite ou seja dia
minhas asas incansáveis
buscam as estrelas
e um olhar encantador.

Minhas asas flamejam
e minhas letras fosforescem
meus versos de sóis e luas
meus devaneios a voar na poesia.

Seja pássaro interior
ou seja à luz de cometas
que eu desfaço os laços
tão terrenos e me lanço ao ar;

e pelas brumas das nuvens
versos infinitos a se espalharem
e meu olhar longínquo plana
como os sentimentos dos silfos.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...