terça-feira, 27 de agosto de 2013

Soneto Alquímico

Visualizações:


Reescrevendo os caminhos da vida
sobrepondo no algoz dos destinos
novos fatos, arautos da lida,
recomeços sem mais desatinos.

Veemente vislumbres anímicos
transmutados a ouros alquímicos
todo o chumbo pesado em pecado
e o espírito agora é um ser alado.

Livres os versos, desprendimento
que outrora estavam adormecidos
e algures temas enternecidos

revogando do tempo o momento
que se foi sem ao menos avisar
deixando no soneto a ânsia de amar.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...