sexta-feira, 26 de julho de 2013

Soneto do Renascimento

Visualizações:


E quando a vida se faz sombria
e a noite se deita plena na alma
o espírito aguarda o novo dia
e a mente prudente se desalma.

São passos rasos feito cova nova
e o corpo morto guarda-se no leito
enquanto o olhar o pensamento inova,
enquanto o coração geme no peito.

O renascer será sem sofrimento,
sem dor de amor, sem mais nenhum lamento;
e a flor da vida brota sem discórdia

no chão cansado da misericórdia;
então não haverá  pecado
e o espírito tornar-se-á alado.


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...