quarta-feira, 24 de julho de 2013

Soneto do Feitiço da Caravela

Visualizações:


Ao longe o aceno triste inda se via
e no seu olhar mistério que desvela,
ao mar indo a caravela
e o mago assim se comovia.

Presságio ao cantar da cotovia
e, na sua magia a lua se revela
encantada na chama da vela
que como fantasma se movia.

Os feitiços então viraram planos
lançados pela mão progenitora
traçados limpos pela nova lida;

que é transparente livre aos enganos
e, ao tempo eterno a luz inovadora
que fez-se renascida em outra vida.


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Salvador Dali - A Caravela

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...