quinta-feira, 27 de junho de 2013

Quando Faço de Você Minha Poesia

Visualizações:


Quando o sol amanhece em poesia
lembro do seu olhar radiante
a fitar despreocupada o horizonte,
então eu me apaixono novamente.

Quando a flor amanhece em poesia
lembro do seu olor refrescante
a perfumar por onde passa em maresia,
então eu me embriago em alegria.

Quando os pássaros amanhecem em poesia
lembro das suas doces palavras cantadas
a sussurrar o seu amor ao meu ouvido,
então a saudade ao peito faz abrigo.

Quando a ventania amanhece em poesia
lembro dos seus cabelos esvoaçados
a espalharem-se pelos céus da minha vida,
então meu sentimento se ilumina.

Quando a lua anoitece em poesia
lembro da sua misteriosa magia
a conjurar feitiços de paz e de refúgios,
então entre as estrelas me extasio.

Quando as constelações anoitecem em poesia
lembro do brilho alvo de sua tez
a se espalhar pelos lençóis feito cetim,
então te amo loucamente, como se fosse a primeira vez.


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...