terça-feira, 25 de junho de 2013

Procurando uma Poesia entre as Linhas da Vida

Visualizações:


Deixe as letras todas adormecidas
para que a poesia desperte iluminada
e as paginas guardadas sejam do ventre
de um dicionário e seus significados.

Deixe todas as palavras dormirem
para que a paciência seja o fruto
da inspiração calculada, almejada;
deixe seus pés carregarem seus sonhos.

Deixe germinar a flor dos versos
em jardins d’onde brotam a vida
e se for preciso mergulhe na noite
e observe como as estrelas são perfeitas.

Deixe todos os dias amanhecerem
e beba desse orvalho que é pureza
enquanto as linhas são forjadas ao sol;
enquanto a aurora aguarda o beijo do arrebol.

Deixe fluir agora as vozes das cantigas
e ouça o som da música divinal da criação
recolha então junto aos olhares das meninas
os sentimentos que surgem no coração.

Então disponha da luz tristonha e enfadonha
do candelabro que luziu bruxuleante
a clarear na escrivaninha os pensamentos,
a clarear esse poema, que liberta dos tormentos.


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...