segunda-feira, 20 de maio de 2013

De Uma Vida Passageira

Visualizações:



De uma vida que passa diante
dos olhos famintos de amor
querendo deixar seu sabor
no mundo fecundo obstante

mas, isso não é o bastante
e o certo é o querer viver
sorrindo e plantando estrelas
para no firmamento florescer.

De uma vida vivida distante
dos olhos famintos de paz
que olham-se e nada mais
guardados em suas pupilas

mas, isso não é o bastante
e voltam a ser aquilo que antes
da vida na carne exposta
privar-nos de várias respostas.

De uma vida que passa serena
um caule de uma flor amena
plantada nos jardins siderais
regadas com lágrimas angelicais

mas, é um pranto de riso e fartura
que espalha nas letras brandura
augusta como a alma da terra
desfeita e liberta da guerra.

De uma vida que passa e transpassa
o âmago desse trovador
que compõe inspirado na dor
que aflige toda humanidade

mas, no peito eu digo em verdade
que escassos são os sentimentos
somente um sopro redolente
deixado pelo seres espirituais.


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...