terça-feira, 9 de abril de 2013

Já é Quase Madrugada

Visualizações:



Já é quase madrugada
de outono colorido
e a saudade da amada
só desola meu abrigo.

Já é quase madrugada
e as estrelas companheiras
ao olhar lá na sacada
a mirar a cordilheira.

Já é quase madrugada
e o poeta solitário
pelos versos centenários
espera pela alvorada.

Já é quase madrugada
e os relógios em silêncio
contam doze badaladas
de um coração imenso.

Já é quase madrugada
e no peito é solidão
já rolaram tantas lágrimas
que agora é sequidão.

Já é quase madrugada
e distante minha amada
sussurra verso ao vento
pra amainar o meu lamento.

E eu aqui acolho todos
os poemas tão noturnos
e a eles junto rogos
dos sentidos mais profundos.


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...