sábado, 20 de abril de 2013

Insensibilidades a Flor da Noite

Visualizações:



E depois eles partiram
junto a noite inaudível
e carregaram estrelas
insensivelmente sós

e entre nós uma lacuna
e inerte os olhares
colheram a imagética
de um momento comum.

E depois eu parti
junto aos cometas gritantes
e carreguei o coração
insensivelmente vazio

e entre os ascetas
murmúrios sobre o eclipse
e uma ceia de jejuns
de uma quaresma calada.

Partiram todas as almas
e se juntaram aos pássaros
e carregaram flores secas
insensivelmente outonais

e entre o dia e a noite
um crepúsculo despercebido
e um olhar cego apaixonado
pelas querências insanas do inconsciente.


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...