sábado, 2 de março de 2013

Delírios De Amor

Visualizações:



Meu olhar que passeia
em sua fisionomia
que augusta reflete
uma beleza afrodítica.

Meu ouvir que deslumbra
nessa voz velutínea
quando dizes ternuras
e encanta até a lua.

Meu dizer que se cala
frente ao seu ser poesia
quando os versos não falam;
sua doçura qual mel raro.

Meu sentir que tateia
sua tez luz macia
e se perde entre as brumas
nesse mar de lascívia;

nesse gosto de beijo
exclusivo que é seu
despertando desejo
no mais puro do eu.


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...