terça-feira, 5 de março de 2013

Coração Lisérgico

Visualizações:



Um amanhecer cujas dores
proeminentes de um coração
tão lisérgico como as cores
misturadas em aberrações

alucinam entremeio as flores
desfolhadas de uma paixão
tão vivaz que desperta o sol
em aurora nua do arrebol

que inverso quase desconexo
em pensamento-fragmentos
de mil sonhos que eu alimento
e afagam o rosto como o vento

minuano que resseca a pele
e minhas pálpebras como faca fere
a ferro e fogo todos sentimentos
que renascem quando eu te miro

entrelinhas antes do suspiro
derradeiro de uma vida breve
que no gelo do amor arrefece
sem saber o gosto do seu beijo.


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Hyuro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...