segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

O Olhar Daquela Flor

Visualizações:



Eu avistei no olhar da flor
a dor do espinho encravado
e a pétala de vida tão sofrida
que voo ao vento sem piedade.

Eu avistei no olhar da flor a sua idade
tão castigada pelos seus fardos coloridos
e o inseto ao caule foi o seu amigo
que em doçura foi seu polinizador.

Jardins tão vastos entre cores e alabastros
e a rosa a sós pleiteia amarguras
e o pólen que sobrevive e se desfaz
nas crisálidas despertas voadoras.

Eu avistei no olhar da flor
o semblante algoz daquela menina
que partiu, e o que ficou foi nostalgia
e o meu coração se partiu em mil pedaços.

Eu avistei aquela flor de olhar distante
e seu olor foi de saudade torturante,
na minha mente somente imagens idas
que restaram tão passageiras dessa vida.

Eu avistei o olhar da flor à madrugada
e o que vi foi saudosismo pela amada
então parti e não mais vivi a poesia
e definhei minha carcaça a luz do dia.


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Ricardo Cruz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...