sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Leve Tal Qual Flor

Visualizações:



Tal qual flor tão simples e leve
como nuvens e brumas pairando
e a fome que arrefece o gesto
de um sorriso extinto há tempos.

Tal qual peixe tão simples e leve
como vento que carrega a brisa
da fumaça que transpassa o céu
de uma boca com um novo sorriso.

Tal qual as levezas das insanidades
que se desfazem junto aos orvalhos
que bebo das pétalas do seu olhar
que olho vestindo um velho terno.

Tal qual a leveza de um beijo seu
que se desfaz no meu e sublima
todos os sentidos resumidos
numa fração de uma vida breve.

Tal qual a leveza das poesias
que planam pensamentos reais
tão irreais que consomem a fantasia
mas, meu folclore contém fábulas.

Leves são os passos meus nas madrugadas
e comigo passeiam todos os gatos pretos
e minha sorte é a mesma dos arrebóis
que trazem estrelas para me acompanhar.

E no amanhecer eu colherei a flor mais singela
para poder ver novamente seu sorriso...


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...