sábado, 19 de janeiro de 2013

Era Quase Sete, Mas meu Relógio era Você

Visualizações:



Semelhanças de estrelas e amor
que análogas são além de toda dor
mas, o que eu amo são as estrelas
fugidias nas noites de solidão;

que é quando estou sem sua presença
mas, é sem carências minha voz gritante
pelo seu afago distante, e é só um querer
que fere as querências do âmago do ser.

Fútil é viver sem se apaixonar
sem um sofrer natural de toda a vida
sem coragem de lamber a própria ferida
do coração e da alma, simples assim.

Sofrimento é viver sem um amor verdadeiro
nem que seja revelado no derradeiro
momento sem ti e sem eu mesmo sentindo
essa atração cósmica por seu coração;

mas não, não sei viver sem ti contente
pois és além de toda gente, que circunda
e ofusca as auras individuais, mas é assim
mesmo sem seu coração eu sigo assim, amando;

mesmo sem saber quando ou onde que terei
seu beijo e seu afago amante enamorado
sem cão, sem chão, sem perdão pelo silêncio
que eu aderi para não te magoar nem te afastar.


Jonas Rogerio Sanches 
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...