quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Canto Para Xangô

Visualizações:



Meu lume e guerreiro foi Rei
d’um mito sagrado cantado em Oyo
e dos búzios foi pai do merindilogum
na justiça o machado e o dito dos Orixas.

A Ti rendo graças Xangô e peço sua benção
e peço que esclareça meu passos seguidos
na trilha da lida sofrida dessa alegria
que é quando a  mão do guerreiro vem me amparar.

Kawo Kabiyesi Xangô Obá Kossô!
Na casa da pedreira faz sua proteção
sentado afagando a  juba do seu leão
escrevendo no livro os motivos do seu perdão.

Kawo, o Kawo... Risca nas linhas com pena dourada
os deslizes do mundo nos olhos de Agodô
e  a justiça na terra é do Gino da Cobra Coral
é Xangô reluzindo na senda Umbanda Saravá.

Salve, salve meu Pai Xangô!
Salve, salve com seu oxé Pai Xangô!
Salve, salve meu Pai Xangô!
Salve, salve com seu oxé Pai Xangô!


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...