terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Desígnios

Visualizações:



Entre penumbras dessa candeia
vejo sombras fugindo furibundas
dessa luz bruxuleante perseguidora
que é a essencial mantenedora.

Vejo nos becos e vielas todas as visagens
se ocultando desse lume espectral
já são tolhidas e ceifadas da sua coragem
já não pertencem nem ao bem e nem ao mal.

E as batalhas tão fustigadas já não são mais
só o arrebate é o agora e é sem perdão
o Olho de Hórus do sol vigia todas as almas
enquanto Anúbis pesa e desvela os corações.

Aqueles dias em que vós ristes das minhas palavras
vêm à lembrança nessa tão dúbia resolução
e d’alma o pranto reflete pasmo essa contrição
mas, agora é tarde e o que é providente não falha.

Desaba e cala sem mais alguma prerrogativa
eu acompanho e também dirijo-me ao julgamento
onde serei também talvez esmorecido
e recordarei todas as falhas e todos os desígnios.

E a consciência transfixará as dimensões
e um novo prisma se apresentará límpido
então seguirei ao encontro dos meus
e cada um seguirá ao encontro dos seus.

E a providência continuará ecoando
todos os verbos e vontades de Noús.


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: NASA/ESA - Nebulosa de Órion

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...