quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Trinta Anos

Visualizações:



Foram anos escassos de compreensão
e, foram dias de aprendizados e quedas;
hoje olho para trás e revejo-me nos espelhos
e recordo as rodas de ciranda e o riso infantil.

Foram anos de empenho nessa busca interminável
e, aprendo apenas que tenho um longo caminho,
que a cada vida, que a cada morte se explana;
são trinta anos de uma eterna sequencia de vidas.

Foram dias de luta e de lágrimas sem sal
e, o suor foi sangue derramado que se coagulou
nessa infinda senda de semeaduras e colheitas
onde a terra fértil se encontra na mente.

Trinta anos de magia entre risos e escárnio
mas, a vontade supera as adversidades
e em cadinho hermético repousa o pensamento
que se submete a essa eterna transmutação.

Dias e mais dias onde às vezes fugi do mundo
e, mergulhei no mais assustador de eu mesmo
enfrentando todas as minhas imperfeições
e sucumbindo muitas vezes nessa empreitada.

E o que acumulei de bom e de ruim
é uma bagagem ainda incompleta e pesada
que continuarei a lapidar e guardar na alma
pois, minha estadia por aqui é passageira e real.


Jonas Rogerio Sanches

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...