sábado, 6 de outubro de 2012

Todos os Pecados

Visualizações:



Recordo a semente de vida reprimida
brotando encantada sua libertação
rasgando na terra a flor do coração
subindo até as nuvens sua copa de sol.

Semeia o poeta suas flores carmim
desgastando as cores dessa proliferação
de sonhos e de estrelas em manifestação
deixando em seus versos marcas de um sentir.

São campos vertentes de sua fértil mente
são campos lilases de sua imaginação
fluindo constante suas ilusões pungentes
fugindo do mundo e procurando o perdão.

De todos seus pecados que não foram julgados
de suas palavras sem pensar nem pudor
de seus erros fúteis de maneiras inúteis
de seus fragmentos espalhando sua dor.

E a balança pesará seu coração
e entre todos os medos renascerá o amor.

Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...