quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Inteligência Interestelar

Visualizações:



Na inteligência embrionária
eu busquei o alicerce de tudo
e, me encontrei comigo mesmo
e foi um instante paradoxal interestelar.

Vi estrelas nas minhas pupilas
e comparei-as aos olhos da noite
vi relâmpagos em sinapses neurais
e eram semelhantes a mão da morte.

No rosto ardil da natureza humana
vi os reflexos de todas as dúvidas
e travei embates sangrentos e viris
pela liberdade de eu poder me expressar.

E fui além e bebi as gotas do orvalho
que serenou pelas madrugadas insones
e seu gosto era o do suor do deuses
e seu efeito era de uma estéril amplidão.

Então eu pude olhar a sombra dos astros
que eclipsavam a verdade incompreendida
em axiomas tão complexos e irreais
que resolvi calar todos os meus ruídos.

E a escola da vida tem vagas intermináveis
e seu diploma é uma devastação dos dogmas
e suas provas são de dores e sofrimentos
e sua recompensa é o amor sobre o agora.

Então amei e discerni que a eternidade
não é um existir durante todos os tempos
mas, um momento presente e real
que durará agora por todo o meu sempre.


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Hubble - Pilares de poeira da Nebulosa Carina

4 comentários:

  1. Caro amigo Poeta Jonas !!

    Seu Blog. me foi passado por um amigo comum, por isso perdoa-me a invasão, ok? Ele é maravilhoso e seus Poemas são belíssimos. Muito lindos e reflexivos. Está de parabéns. Já sou seu seguidor.
    Beijos de luz!!!

    POETA CIGANO - 25/10/2012

    http://carlosrimolo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo seu apreço, visita e comentário Carlos, sempre uma grande honra...
      Meu grande abraço e uma ótima tarde!

      Excluir
  2. Que maravilhoso flash!
    Bjão e bom final de semana
    V.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Valéria...
      Tenha um final de semana iluminado!!
      Abraços!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...