quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Árvores Secas

Visualizações:



A saudade nos pensamentos
melancolias nessa nostalgia
daquilo que não houve um dia
daquele beijo de outra vida.

E o olhar se perde em devaneios
misto de angústias e um vazio completo
como floresta de outono em galhos secos
como essa alcova sem você, friorenta...

Vibra rutilante astro sol do coração
tentando aquecer essa geleira permanente
se esvaindo em visões proféticas
de um amor que ainda não nasceu.

Eu deixei todas as vidas espalhadas
nas sombras mirradas das árvores secas...


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

2 comentários:

  1. Linda sincronia com as palavras, poeta...Gostei muito daqui!!

    Fada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Fada de Luz, grande abraço para você!!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...