sexta-feira, 28 de setembro de 2012

O Ancião dos Dias

Visualizações:



E o ancião dos dias seguiu
por entre as frestas do tempo
e fez cessar os ventos
para continuar pelas dimensões.

E ele carregava o livro dos dias
e escrevia com a pena de ouro
deixava as vozes falarem em sua mente
deixava os atos dizerem tesouros.

E o ancião dos dias seguiu
por entre as vias intergalácticas
com suas pálpebras pragmáticas
bebendo mundos e girassóis.

E ele carregava todas as vidas
todas as mortes e todas as flores
todas as dores e os amores
pela própria criação concebida.

E o ancião dos dias seguiu
contando os minutos  do infinito
gritando verbos de sua vontade
bebendo os anos da sua idade.

E ele carregava os filhos dos filhos dos filhos
em seu ventre de universos infindáveis
e seu pensamento era de incógnitas
e seu amor era pela humanidade.

E o ancião dos dias dormiu
e se instalou o caos na terra
sede de sangue e calor de guerras
e até hoje se espera a cura dessa animalidade.


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: O Ancião dos Dias de William Blake - 1794

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...