quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Intervenção Irrevogável

Visualizações:



O coração buscando a paz
entrecortando os dias vazios
mergulhado em melancolias
e os arrebóis cantam com os ventos.

O coração forte, mas dilacerado
se remoendo pelas noites sem estrelas
buscando abrigo no abismo do universo
tremulo e em penumbras imerso.

E a mente vaga solitária e sem descanso
a procura de um afago, de uma lembrança
restituindo os passos de incontáveis vidas
sentindo a flor da pele a dor da ferida.

Quem sabe as flores não embalem meu sono
com cantigas de lírios, rosas e margaridas
ou quem sabe a morte que espreita calada
venha e arrebate todas as almas nuas.

Repousarei minhas sandálias no pó da terra
e deixarei os pássaros carregarem os anos,
insanos os devoradores de ossos e de florestas
que se alimentam de cometas e balbúrdias.

Seria minha insensatez somente uma ilusão?
Queria dormir por todas as eras restantes
e despertar no dia eterno além da existência
para assistir o último caos e o renascimento...


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...