terça-feira, 21 de agosto de 2012

Vazio Sombrio

Visualizações:



São noites às vezes sombrias
onde o coração titubeia
e a solidão se faz presente
deixando meu sentir em frangalhos.

E os minutos parecem séculos
relógios que marcam meus passos
e contam cada ofegante respirar
deixando meus olhos distantes.

São noites tão frias e vazias
que nem sei se estou vivo
parece que o corpo adormece
e a consciência vaga a esmo.

Minhas querências frágeis
me consomem sem misericórdia
enquanto eu desbravo sonhos
e ultrapasso as barreiras do real.

E as noites continuam escuras
enquanto me reviro entre os lençóis
e me remoo em carências
nesse peregrinar constante.

Queria poder gritar entre os ecos
e estremecer todas as fundações
que sustentam o pálido mundo
e determinam o incerto amanhecer.

Mas o destino é regido pelas escolhas
e as vezes falhamos nas decisões
mas o arrependimento inexiste
e o verdadeiro prevalece intacto.

E nas lacunas noturnas vejo o sol
revigorando minha teimosia
e resplandecendo a esperança
que alimenta meu caminhar ininterrupto.

E é somente o amor que me doa forças
 e me mantém focado na jornada...


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...