terça-feira, 28 de agosto de 2012

Palco da Vida

Visualizações:



Eu sou plateia desse espetáculo
e coadjuvante no teatro algoz
descerrando as cortinas imundas
nessa roda gigante, ferida e corcunda.

Eu sou ator nessa peça eterna
cego sob as luzes sempiternas
aplaudindo são e desgostoso
nesse palco da vida tão melindroso.

Resta-me sorrir e contemplar
modificando o meu interior
passo principal nesse caminhar
onde a busca é repleta de dor.

Sorvo os vinhos pálidos e ébrio eu atuo
nessa tela imensa de vida que construo
mas o final que ao certo já é incerto
aguarda calado a flecha do destino.

Fica no palco da vida somente lembranças
de uma poesia que resgatei rasgando a alma
e as virtudes colhidas nos jardins da esperança
onde os enredos não tem princípios nem finais.


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...