sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Eu Gosto de Poesias e de Sonhos Ilimitados

Visualizações:



Eu me entrego sem medo algum
aos meus delírios e inspirações,
deixando a poesia dizer meus sonhos
e arquitetar todas as minhas fundações.

Eu tenho asas e tenho ideias irreais
que fazem da fantasia meu habitat.
Eu sonho e vivo meus sonhos, intensamente
e eu entalho minhas pegadas em nuvens arbóreas.

Eu tenho leões e camaleões imaginários,
eles habitam meu castelo de vida
e meu zoológico de feras extintas,
onde eu plantei a ultima rosa de esmeralda.

Eu tenho todo o tempo do mundo...
Eu não preciso usá-lo, só preciso de uma pena e um sorriso,
um arrebol de revoadas como enfeite
e minhas insanidades que são muito coerentes.

Eu nunca mais estarei só, criei personagens hilários
que moram em meu templo de rubi aqui no peito,
e tenho um leito... Onde não repouso e sim eu deito
a lenda e as letras em sangue virgem nos lençóis.

Eu tenho a vida e a morte de um planeta isolado
que criei para o meu bardo, ou pássaro-diablero...
Ele me olha sorrindo e não me censura...
Ele nasceu na imagem que eu projetei no espelho noturno...

Ele é eu e eu sou o filho das estrelas e dos cometas,
que povoam os ilimitados campos férteis do meu existir...


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

2 comentários:

  1. Agora eu abri um sorriso prá lá de bom...acabei de escrever algo bem parecido, como a poesia nos conecta com nosso eu mais sensível...
    Adorei!
    Bjão
    V.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo seu apreço Valéria, te desejo um final de semana repleto de inspirações!!
      Abração!!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...