segunda-feira, 11 de junho de 2012

Pobre Rica Vida Minha

Visualizações:



Atravesso as guerras interiores
Atravesso os rios da minha existência
Carregando sequelas e galardões
Aprendendo com risos e lágrimas

Atravesso os recônditos do nada
Mergulhando nas profundezas do Todo
Afogo-me nesse oceano de sensações
E ressuscito em brasas ardentes e cósmicas

Atravesso e desvelo esse incessante poço de vida
Que deságua do meu ser em afluentes e remansos
Sou esse próprio temporal medonho e aterrador
D’onde minha voz cala todos os trovões em suavidade

Atravesso a rua, o mundo e os limites estabelecidos
Para provar o mel e o fel desse desejo incontido
E poder contar os dias sem sabor onde repouso os punhos
Saciando minha desgastante vida, pobre rica vida minha...

E todos os sóis estão queimando as vontades universais
Derretendo as almas congeladas que descansam o meu olhar


Jonas Rogerio Sanches 
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...