sexta-feira, 4 de maio de 2012

D’onde Vim?

Visualizações:

Acrilico sobre tela 60x40 cm. Sob a árvore o Apanhador de Estrelas em uma de suas viagens dimensionais

Vim das costelas do espaço sideral
Fui formado em átomos do sol
Derretido e forjado na soleira do mundo
Dorminhoco em estrelas de um vagabundo

Vim das neves, do frio meteórico de Plutão.
Vim do calor extremo da cratera de um vulcão
Fragmentado em moléculas de arco-íris
Coloridos em filetes de eu mesmo na velocidade da luz

Vim do âmago de um buraco negro esquecido
Expelido no grito do cometa errante
Lançado em órbita de evolução
Viajando os confins do infinito

Vim da luz e da sombra, intercaladas em cada segundo,
espalhadas e sobrepostas em uma parede nua.
Entre os pilares de dois extremos
Aonde repousei nas areias do tempo

E os jardins cósmicos sempre em flores espaciais
Perfumam meus alicerces... Regem a minha sinfonia de viver...


Jonas Rogerio Sanches

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...