domingo, 4 de março de 2012

Perseguições

Visualizações:



Perseguido por sonhos dialéticos
Acordo na noite em outra realidade
Onde as sombras se escondem de mim
E assustam-me com olhares ríspidos

Perseguido por realidades paralelas
Salto de um penhasco de algodão
Estendo minhas asas de cera
E adormeço antes do sol nascer

Perseguido pelas flores vivas do amanhecer
Recolho-me na tumba dos mil perfumes
Onde ressuscitarei no pôr do sol
E espalharei incensos pelas colunas do templo

Perseguido pelos reflexos de eu mesmo
Mergulho no espelho do infinito
Onde canto glórias ao Cósmico
E vigio os dias em introspecção


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...