segunda-feira, 26 de março de 2012

Fora do Tempo

Visualizações:
Trilhas de Luz


Já houve um tempo onde eu acreditava
Nos homens... Na bondade... Na morte
Hoje é um tempo sem tempo... Sem dó
A temperança é galardão extinto

Haverá um tempo onde sorrirei novamente
Tempo esse de guerras terminadas... Minhas utopias
Meus sonhos e meus filhos... Filhos do sol
Tempo de glórias e misericórdia... Reino de luz

E também será um tempo onde partirei
E assistirei minhas vidas passadas
E planejarei vidas futuras... Resgates
Um tempo fora do tempo... Sem medidas existenciais

Longe da morte a plenitude de viver
Viver o sempre... Sem tempo
E com o amor presente... Constantemente
Nessa odisseia de porquês e de eterna-mentes

Em uma dimensão distante quem sabe existirei...
Novamente...


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

4 comentários:

  1. Lindo, introspectivo, profundo!abraços,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo apreço e pela visita Chica... Abraços e uma ótima semana!!

      Excluir
  2. Lindo poema, tão intenso e verdadeiro...
    Tenha uma excelente semana!♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pela visita e pelo apreço Mari... Abração e uma ótima semana!!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...