quinta-feira, 22 de março de 2012

Cães da Boemia

Visualizações:



Guitarras gritantes nos becos vazios
Latidos soberbos ecoam pela noite
E o frio endurece os corações
Copos de uísque e um blues sorrateiro

Cigarros nos cinzeiros a meia brasa
Olhares famigerados ou esquecidos
Histórias de assassínios brutais
O falecimento de mais uma dose

Corpos desnutridos caminham
Com suas barbas brancas e sujas
Ouço murmúrios do lado de fora
E a guitarra grita antigos sentimentos

Madrugadas caladas de mistérios
No quarto de hotel barato a morte
Despreocupada assiste a vida
Passando e beijando seus pés

E a guitarra já cansada
Recolhe-se a um novo dia
Inútil rotina... Cães da boemia
Agora embriagados e adormecidos


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...