quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Nas Asas da Poesia

Visualizações:

Nas asas da poesia apoiei-me
Deixei-me plainar pela imensidão
Em suas penas cintilantes banhei-me
Lavando o corpo, a alma e o coração

Com as asas da poesia voei
Pelos céus límpidos da minha mente
Os mais belos versos, ali encontrei
Num jardim de cósmicas sementes

Voe junto aos meus pensamentos poesia
E não se amedronte diante do infinito
Com suas asas viaje por noites e dias
E descreva o que ha de mais bonito

Por onde passar espalhe o amor
Em rimas de luz e esperança
Leve contigo todo o esplendor
E nunca se apague das minhas lembranças


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Jonas R. Sanches

Poesia original publicada no livro "Nas Asas da Poesia", que pode ser adquirido neste link: http://clubedeautores.com.br/book/122448--Nas_Asas_da_Poesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...