sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Inefável

Visualizações:



Sou solo... Sou pasto... Repleto de flores
Campestres... De todas as cores... Sou fungo
D’onde surgem mágicos cogumelos dourados
Sou o leão alado que sobrevoa os montes proibidos

Sou o sol e a luz azul que reflete o diamante
Sou o sedento desejo de dois amantes
Que se entregam um ao outro por inteiro
E se degustam e adormecem no celeiro

Sou essa vontade impiedosa de sorrir
Ao peregrino... E gritar com minha rouca voz
Para esse mundo paradisíaco e insano
Que sou anterior há todos os anos

Sou sua eterna gana de alegria
Sou você e você faz parte de mim
Mesmo que não me reconheça
Dentro do seu sagrado templo coração

Entre as pilastras do seu ser eu sou
O alicerce da grande obra
Pois sou o princípio de tudo
E você reside em minha mente


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...