sábado, 18 de fevereiro de 2012

Elixir

Visualizações:



Esquadrinhei todo meu ser
Desde o nadir até o zênite
Em busca de um tesouro
Mais valioso que o ouro

Abri os baús da minha mente
Que estavam trancados hermeticamente
Encontrei somente fragmentos
Guardei-os e segui em frente

Dissolvi-me em minha epífise
Levando todos os achados
Lancei-os dentro do cadinho
Para serem metamorfoseados

Processo alquímico em movimento
Purificando os pensamentos
Longe da influência externa
Fez-se o elixir da vida eterna

Mais esse ato consumado
Mercúrio e sal unificados
Transmutação que se completa
Minh’alma que se liberta


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...