sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Dissonante

Visualizações:






Tenho como sagrado
A minha alma e minha pena
A alma eternizada
E a pena sempre ao meu lado

Dos risos copio as cores
Do mundo o sofrimento
Transcrevendo em poesias
Os corações e seus tormentos

Sinto a mão que me protege
Direcionando minhas palavras
Sei que é tu meu benfazejo
Sagrado anjo da guarda

E no meu peito o amor é vivo
No pensamento a sua presença
A sintonia que eu preciso
Estou contigo mesmo em ausência

Jonas Rogerio Sanches

Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...