segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Morte

Visualizações:


Quem és tu Senhora Morte?
É meu revés ou minha sorte?
Mais um mistério a desvelar
Mesmo que contigo eu não me importe

Quem és tu Sinistra Morte?
É o real ou o imaginário?
Pra alguns é cruel... Pra outros é hilário
Matas somente o refratário

És tu que causas muitas dores
É o motivo de vários dissabores
Mas mesmo assim me causa encanto
Sempre me guardando em seu manto

Não me preparo para o nosso encontro
Pois vai tirar-me somente o corpo
Proporcionando-me até conforto
Pois em liberdade plena viverei


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Um comentário:

  1. ÓLA POETA QUE LINDO POEMA SOBRE A MORTE TEMA NEM SEMPRE ENCARADO DE FRENTE E COM CORAGEM,MAS EM
    SUA VISÃO FICOU MAIS SUAVE MAIS AMENA
    ACHEI LINDO ESTA PARTE QUE FALA QUE ELA VAI LEVAR
    APENAS O ENVOLTRO QUE O ESPIRITO SE LIBERTA E
    PROSEGUE LIVRE E LIBERTO PARABENS POETA MUIA LUZ EM TEUS POEMAS UM ABRAÇO MARLENE

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...