segunda-feira, 6 de junho de 2011

Esse Amor

Visualizações:


Complacentes  são meus versos à ela
Pois o amor que sinto é surreal
É labareda que consome o coração
Sinto-me planar mesmo com os pés no chão

Sem esse amor
Sou planta sem água e sol
Sou céu nublado
No momento do arrebol

Eterno seja sentimento meu tão puro
Brilhante e claro como as luzes da manhã
Tão belo e vivo, confortante e transparente
Pois ele preenche de ternura minha mente

Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Um comentário:

  1. Perfeito poema,parabens mesmo,
    tem sensibilidade unica!
    Adorei*-*
    Bom dia

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...