sábado, 23 de abril de 2011

Ventos da Alma

Visualizações:


Dos ventos transcendentes da alma
Ecoam melodias surreais e pitorescas
Aonde nascem imagens dantescas
Fluorescentes como as luzes do arrebol

No ressoar do acorde doce da harpa
Acendem muitos pensamentos luminosos
Banhados nas águas dos rios caudalosos
E nos levando à grande paz experimentar

São refrescantes esses ventos lá na alma
Renovadores como nova encarnação
São transparentes e às vezes avassaladores
Sempre varrendo para longe nossas dores

Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

5 comentários:

  1. Muito e sempre lindo aqui,Jonas! Vim desejar uma linda Páscoa pras ti e tua amada, minha amiga! chica

    ResponderExcluir
  2. óla AMIGO POETA QUANTO TEMPO NÃO PASSO POR AQUI VI O LANÇAMENTO DE TEU LIVRO NO RECANTO DOS AUTORES E PASSEI PARA PARABENIZAR,DESEJANDO TODAS AS FELICIDADES DO MUNDO,,UMA FELIZ PASCOA,PARA VOCE COM SEU AMOR,UM ABRAÇO MARLENE

    ResponderExcluir
  3. Ventos de inúmeros lugares
    Levam um pouco de cada um
    por quem passa, por de onde
    foi ao chegar de novo, diferente
    de alguns instantes, quando soprou.
    Trouxe consigo milhares e a mim também levou.
    Eduardo Lazaro 23/04/2011 21:25

    Obrigado pela inspiração!

    ResponderExcluir
  4. Seus espaços são maravilhosos! Vim agradecer a visita e também vou ficar por aqui.
    O poema é belo!
    Abraços

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...