sábado, 12 de março de 2011

Fênix

Visualizações:




Nas chispas do fogo ela surge
Labaredas no tempo que urge
Renovada em cores flamejantes
Em seu ciclo de vida constante

Na vida que nasce das cinzas
A fênix se materializa
Poderosa vem limpar essa terra
Transmutando esse homem errante

Suas penas multicoloridas
Refletem o sol quando voa
Sua força é de um elefante
Seu canto que ressoa distante

Hesíodo fez versos a ela
Calculando a sua idade
Mas a vida da fênix não termina
Pois é o símbolo da imortalidade


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...