quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Temporal

Visualizações:


Raios fulgurantes
Iluminam a noite quente
Energia pura em  flashes cortantes
Natureza serena gritando pra gente

Ensurdecedores trovões constantes
Rugiam nos ares desse céu cinzento
Servindo de aviso aos seres da Terra
Vem a tempestade depois os lamentos

Vem com granizo e com fortes ventos
Iguais a dilúvios esquecidos no tempo
Mas num passe de mágica o silêncio surge

Tranparecendo um raio solar
Abre-se uma brecha entre pesadas nuvens
Vejo o azul do céu se tranformando em mar

Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Um comentário:

  1. Lindos versos combinando com a imagem.
    Parabéns e obrigada pelo carinho.
    bjussss
    Namastê

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...